TecnoArteNews

Notícias sobre cultura e arte contemporânea

quinta-feira

15

março 2012

0

COMENTÁRIOS

“O cavalo que vive em mim”, de Art Orienté objet

Escrito por , Postado em Destacadas, Estéticas Tecnológicas

Que le cheval vive en moi 02

No projeto artístico Que le cheval vive en moi (O cavalo que vive em mim), a dupla de artistas Art Orienté objet, composta por Marion Laval-Jantet e Benoît Mangin, coloca as ciências da vida (antropologia, ecologia, zoologia, biodiversidade, …) no centro de sua abordagem artística. Na instalação, Marion se injeta sangue animal, de um cavalo, propondo uma reflexão acerca do comportamento animal. Durante alguns meses, Marion se injetou sangue de cavalo com imunoglobulinas, adquirindo tolerância progressiva a estes corpos animais estrangeiros. Em seguida, injetou o sangue do cavalo com plasma contendo todo o espectro de imunoglobulinas estrangeiros, sem cair em choque anafilático. Após a transfusão, Marion Laval-Jeantet realizou um ritual de comunicação com um cavalo, antes de que seu sangue híbrido fosse extraído. Se para pesquisadores, a experiência poderia ajudar a compreender mecanismos da imunidade animal, para os artistas, Que le cheval vive en moi, sugere o rompimento de barreira das espécies e convida o público a desempenhar uma maior responsabilidade ecológica dos seres humanos para com os demais seres (animais e plantas).

Foto: © Miha Fras

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>