TecnoArteNews

Notícias sobre cultura e arte contemporânea

quarta-feira

4

julho 2012

0

COMENTÁRIOS

O vento telepresente, reveladora transposição de dados em obra de David Bowen

Escrito por , Postado em Destacadas, Estéticas Tecnológicas

wind telepresence

Há pouco apresentamos o trabalho Fly Tweet, do artista David Bowen, que conecta moscas à rede social Twitter. Outra de sua obra, igualmente interessante por seu conceito, é Tele-presente Wind (Vento telepresente). Este projeto combina sistemas naturais e mecânicos. A instalação consiste em um campo de 42 x/y dispositivos orientáveis conectados aos galhos finos e secos de plantas instalados na galeria e a um galho seco conectado a um acelerômetro instalado ao ar livre. Quando o vento sopra, faz com que o galho de fora oscile. Os galhos no interior da galeria se movem em tempo real, ao uníssono, com o movimento do vento de fora. Seu trabalho oferece uma reveladora transposição de dados.

Para Bowen, “de certo modo, os dispositivos tentam simular ou imitar a forma natural, seu sistema ou sua função. Quando os mecanismos falham em replicar o sistema natural, o resultado é completamente único. São esses acontecimentos imprescindíveis os que encontro mais fascinantes. Esses resultados são uma combinação entre a forma natural ou sua função, seu mecanismo e eu mesmo. Esta combinação pode ser entendida como um elaborado e, por vezes, absurdo método de captura de dados qualificados. Vejo esses dados recolhidos dessa maneira como dados estéticos”.

No vídeo você pode ver a experiência proporcionada pelo projeto de Bowen. Neste caso, a peça se encontrava no laboratório de arte e ciência espacial de Moscou, enquanto o sensor estava no laboratório de visualização e imagem digital da Universidade de Minnesota.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>