TecnoArteNews

Notícias sobre cultura e arte contemporânea

segunda-feira

18

junho 2012

0

COMENTÁRIOS

s[edition], o shopping online de arte digital

Escrito por , Postado em Destacadas, Estéticas Tecnológicas

sedition

s[edition] é uma plataforma online para a arte digital, na qual qualquer pessoa pode ter sua própria coleção de artes ao adquirir obras acompanhadas de um certificado de autenticidade.

O projeto, que teve início ainda no início deste ano, é fruto da colaboração entre Harry Brain, funddor da galeria Hauch of Venision, e Robert Norton, ex-administrador de Saatch Online, um dos mais ricos bancos de dados de artistas contemporâneos. Para colocar em prática a ideia, expoentes da Young Britsh Art foram convidados a produzir obras de arte digital com tiragem limitada de 5.000 a 10.000 cópias. Caso a edição termine, o artista poderá decidir lancar nova tirage exclusiva para s[edition].

Embora a coleção de obras de s[edition] seja ainda pequena, já conta com grandes nomes da arte contemporânea, tais como Damien hirst, Tracey Emin, Bill Viola, Mat Collishaw e Rafäel Rozendaal. Cada obra é marcada por um watermark que a associa ao proprietário e é dotada de um certificado de autenticidade. Os preços das obras variam: 6 euros (R$ 15,60) por Insectiside de Mat Collishaw, 60 (R$ 155,60) por um neon de Tracey Emin, 150 (R$ 388,90) é o preço de um vídeo de poucos segundos de Bill Viola, e 600 (R$ 156,80) por um Damien Hirst. Após comprada a obra o colecionador pode baixa-la do site para o computador, tablet, smartphone, televisão ou qualquer outro dispositivo eletrônico. As obras adquiridas não podem ser expostas ao público, copiadas, impressas ou cedidas a terceiros. Aparece aqui a figura do colecionador virtual.

No primeiro artigo da série sobre mercado da arte digital, apresentei abordava os modelos de comercialização da arte digital pelas galerias Postmaster e Bitforms, pioneiras no setor. Basicamente, no acordo entre vendedor (galeria) e comprador (colecionador), este recebe a obra com certificado de autenticidade e pode exibi-la ao público, massem fins de lucro. No caso de s[edition], a plataforma potencializa a formação de um novo público comprador, tornando a arte contemporânea mais acessível a um grande número de colecionadores que não poderiam pagar pelo original da obra.

O sistema de compra e venda no s[edition] é simples. O único requisito é contar com uma direção de correio eletrônico. Não há custo para acessar a plataforma. E tudo que for comprado dentro do site é armazenado em um sistema Vault que permite acessar a coleção particular a qualquer momento, desde qualquer lugar.

A questão já não é mais comprar um objeto material que possa ser pendurado na parede ou colocado sobre um apoio, chamar os amigos para que conheçam a nova obra de sua coleção.

A obra de arte é imaterial e só pode ser vista desde um dispositivo eletrônico. Mas nada o impede de reunir amigos para conhecer sua coleção de arte digital. A plataforma oferece uma aplicação social através da qual o colecionador pode convidar amigos para conhecer e comentar sua coleção. Além disso, é um espaço para comercialização das obras entre colecionadores.

É ainda difícil afirmar que iniciativas como essa possam transformar a arte digital em um bom investimento, se o colecionismo digital se tornará um modelo efetivo de negócio na comercialização da arte digital. No entanto, fica evidente que mercado da arte digital está ampliando e cada vez mais cresce o interesse pelas novas formas de expressão.

MERCADO DA ARTE DIGITAL:

- Postmasters e Bitforms, galerias pioneiras na comercialização da arte digital

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>