TecnoArteNews

Notícias sobre cultura e arte contemporânea

quinta-feira

5

julho 2012

1

COMENTÁRIOS

Tardigotchi: mascote virtual ou obra de arte?

Escrito por , Postado em Destacadas, Estéticas Tecnológicas

Tardigotchi-01

Tardigotchi é uma criação dos artistas neozolandeses Douglas Easterly, Matt Kenyon e Tiago Rorke. O nome do aparelho se divide em dois termos: tardi (microorganismo que vive dentro, que tem meio milímetro de longitude) e gotchi (desenho virtual que se encarrega de decodificar em movimentos e sinais o estado do organismo). Ambos os planos, o virtual e o real, traçam uma relação que permite refletir sobre a conexão entre a vida biológica e o universo digital.

A obra foi inspirada no Tamagotchi, dos anos noventa e, como tal, permite a interação com o mascote virtual Gotchi e com um tardigrado batizado de Steven, aproveitando duplamente a relação afetiva que se estabelece entre humanos e seus mascotes, reais ou virtuais.

A vida e a atividade do tardigrado se observa através da minicúpula de cristal que delimita seu mundo. Os usuários podem influenciar em sua vida através do Docking Station e de uma aplicação que conecta por Bluetooth ao Tardigotchi com sua página em Facebook.

A esfera do Tardigotchi, uma vez acoplada à Docking Station, uma espécie de unidade de alimentação, é controlada pelo usuário e por seus amigos de Facebook para alimentar o tardigrado. A alimentação que tem início ativando o interruptor na esfera, ocorre através das engrenagens da Docking Station, que injetam na biosfera do tardigrado líquidos e partículas de musgos.

O Tardigotchi funciona com eletricidade, se carrega por USB e se comunica com seus amigos na rede social, que, ao enviar mensagens, ativam a esfera por Bluetooth, inundando o tardigrado com raios de luz de uma lâmpada interna.

Tardi é um nome sintético de Tardigrado, um microorganismo de oito patas, também conhecido como urso de água, que é capaz de sobreviver em ambientes externos. “Os tardigrafos gostam do sol. Os raios de luz atuam como uma recompensa biológica, estimulando a vida do organismo. O observador pode realizar um atento exame de seus aspectos biológicos. Além disso, quando a lâmpada está acesa, é possível observar como se move em sua biosfera”, explicam seus criadores, Douglas Easterly e Matthew Kenyon, do coletivo norte-americano SWAMP.

Então, se alguém tem dúvida se Tardigotchi é um mascote virtual ou uma obra de arte, seus criadores explicam: “o Tardigotchi é um objeto artístico e um entorno de vida artificial que contem, em seu interior, um organismo vivo: o tardigrado de meio milímetro”.

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>