TecnoArteNews

Notícias sobre cultura e arte contemporânea

segunda-feira

2

julho 2012

2

COMENTÁRIOS

Você se lembra da Mãe Duchampa? BRAVO! Revela sua verdadeira identidade.

Escrito por , Postado em Destacadas, Estéticas Tecnológicas

mae-duchampa-foto

Você, artista, tem dificuldades encontrar um galerista que represente o seu trabalho? Ou o reconhecimento de sua arte? Busca um crítico de arte que torne mais visível os seus trabalhos artísticos? Mãe Duchampa promete a solução para a falta de criatividade dos artistas.

Em setembro do ano passado, a Zona Oeste carioca começou a receber cartazes parecidos com os dos lambe-lambes, que disseminaram inusitadas promessas pela Barra da Tijuca. “Trago curador em três dias. Faço amarração de crítico e galerista. Não cobro nada”, alardeavam os anúncios, que logo se espalharam por muros e postes de outros bairros, tanto da Zona Sul quanto do centro: Gávea, Jardim Botânico, Glória e Lapa. Em pouco tempo fotos do cartaz foram compartilhadas nas redes sociais. O vídeo produzido e publicado no YouTube conta com mais de 14 mil visualizações.

Neste mês de julho, a revista BRAVO! revela a verdadeira identidade – ou identidades – de Mãe Duchampa. Por trás da mãe de santo da arte estão duas universitárias de 21 anos: Nathalia Gonçales e Marina Murta, estudantes de História da Arte e Antropologia, respectivamente.

As garotas firmaram o compromisso de agir às escondidas, pelo menos num primeiro momento. “Com a ação, pretendemos criticar sobretudo o excesso de ego que infesta a arte contemporânea. Neguinho mal começa e já reivindica fama, prestígio e dinheiro. Tal ambição soa descabida para nós. Por isso, concordamos em nos manter incógnitas.” O que poderia ser brincadeira para muitos tornou-se uma realidade para as duas, que em abril decidiram participar de um edital da Galeria Ibeu, no Instituto Brasil-Estados Unidos. A dupla, lógico, inscreveu no concurso as intervenções da macumbeira. E não deu outra: as meninas figuram entre os 22 selecionados. No dia 12 de julho, comparecerão à vernissage, felizes da vida e certamente livres das ervas daninhas que danificam a criatividade do intelecto.

2 Comentários

  1. Luiza
    • Marina

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>