TecnoArteNews

Notícias sobre cultura e arte contemporânea

sexta-feira

21

setembro 2012

0

COMENTÁRIOS

Festival Multiplicidade aposta no diálogo entre a arte digital e a analógica

Escrito por , Postado em Destacadas, Encontros, Eventos, Exibições, Exposições, Festival

rheo multiplicidade

Em sua oitava edição, festival traz pela primeira vez ao Rio o premiado japonês Ryoichi Kurokawa e o Media Lab SARC, de Belfast, entre outras atrações

O Festival Multiplicidade – em cartaz até 6 de dezembro no Oi Futuro Flamengo – apresenta, no dia 27 de setembro, o espetáculo audiovisual “Rheo”, criação do artista multimídia japonês Ryoichi Kurokawa, em duas sessões de 40 minutos, 19h30 e 20h30. Vencedor em 2010 do mais importante prêmio do mundo em arte e tecnologia, o Golden Nica do Festival Ars Eletronica (realizado desde 1972, anualmente, na cidade de Linz, na Áustria), Kurokawa é um dos principais nomes do mundo na arte digital. Pela primeira no Rio de Janeiro, ele traz à cidade um trabalho inédito no Brasil: “Rheo”, que utiliza três telas verticais para desconstruir imagens arquitetônicas e abstratas, ao mesmo tempo em que sons com tecnologia surrounding 5.1 são manipulados e sincronizados ao vivo com uma precisão que resulta em uma linguagem audiovisual única naquele momento. Ao criar essa avalanche de informações com sons e imagens na sala escura, Kurokawa embaralha os sentidos e estimula diferentes percepções.

Idealizado por Batman Zavareze em 2005, o Multiplicidade é o mais importante festival multimídia do Rio de Janeiro. O evento com seu formato bastante original, onde as atrações são intervaladas para potencializar as performances, ocupa o calendário cultural de setembro a dezembro com um programa de performances nacionais e internacionais, sempre com o conceito de unir, em um mesmo palco, arte visual e sonoridade experimental. “Os conceitos de criação, cada vez mais híbridos, estão sendo revistos, discutidos e adaptados junto a uma multiplicação de novos artistas com suas ferramentas digitais, produzindo e consumindo: textos, imagens e sons. São muitas experimentações por segundo. O cientista e o artesão subirão ao nosso palco para experimentações”, diz Batman Zavareze, que também assina a curadoria do festival.

Sobre Ryoichi Kurokawa - Nascido em Osaka, no Japão, e hoje residente na capital alemã, Kurokawa vem desenvolvendo desde 1999 inúmeros projetos de cinema com novos formatos e disposições de telas, imagens abstratas, e batidas minimalistas pautadas por interferências sonoras. Desembarcando no Brasil para se apresentar no Festival Multiplicidade, Kurokawa já passou por importantes festivais e museus nos Estados Unidos, na Ásia e na Europa, como o Tate Modern (Inglaterra), a Bienal de Veneza (Itália) e o Sonar (Espanha), o Mutek (Canadá) além do Ars Eletronica. O artista também já trabalhou em apresentações de músicos como o compositor japonês Ryuichi Sakamoto.

DJs convidados – A noite termina ao som do DJ Filipe Mustache (FORNO), no 1º piso do Oi Futuro, que apresentará um panorama da música eletrônica contemporânea passando por estilos como disco-funk, deep house, acid, miami bass e indie, entre outros. Essa iniciativa de abrir o espaço do Oi Futuro para DJs convidados é uma novidade da oitava edição do Festival Multiplicidade, reproduz uma cena muito comum nos centros culturais da Europa, festinhas no museu, que ainda terão a DJ Mary Zander (dia 25 de outubro) além de nomes nacionais e internacionais que serão convidados para experimentar sonoridades eletrônicas.

Seleção artística de 2012 - Esse ano, a curadoria se pauta na convivência entre o low tech e o high tech. Depois da abertura, dia 13, com trabalhos do artista plástico Paulo Nenflídio em interação com a música de Pedro Sá e Domenico Lancellotti (Vamos Estar Fazendo), o grupo Rabotnik e o DJ Maurício Valladares, o Multiplicidade segue com essa temática. Evidenciada por diferentes atrações, essa direção é representada por dispositivos analógicos do coletivo mineiro O Grivo muito conhecidos pela parceria nas trilhas sonoras dos filmes do artista plástico Cao Guimarães.

Este ano teremos a colaboração junto ao MEDIA LAB de música e tecnologia mais avançado do mundo, o SARC (Sonic Arts Research Center), de Belfast, espaço de explorações midiáticas fundado por um dos maiores compositores de música contemporânea do final do século XX: Karlheinz Stockhausen.

A primeira delas, em novembro, será entre os cariocas do PianOrquestra e artistas do SARC – o músico experimental Pedro Rebello junto as animações ao vivo, reativas à música, de Justin Yang -, onde 7 músicos tocarão simultaneamente 2 pianos preparados num tributo ao centenário do compositor americano John Cage.

http://www.youtube.com/watch?v=O2F7M1Wh8n4

Em seguida, no mesmo mês, a performance de Marco Donnarumma + Miguel Ortiz + Anna Weisling: os três artistas, mestres e doutores, apresentam uma pesquisa cientifica de vanguarda onde utilizam o corpo humano para gerar música, sons e interferências visuais junto a softwares de ponta, uma pesquisa única e inovadora. Os trabalhos apresentados serão baseados em pesquisas onde o coração e o cérebro emitirão vibrações que são transformados em sinais sonoros

Para a última data do ano, 06 de dezembro, estão previstas uma série de atrações ainda a serem anunciadas, onde uma sequencia de artistas farão uma grande ocupação de grande impacto no Oi Futuro, incluindo performances, DJ, sessões de cinema, debates e workshops.

Site oficial: http://www.multiplicidade.com/2012/

Sobre Batman Zavareze Idealizador e curador do Multiplicidade, Batman Zavareze, 39 anos, dedica-se a dois grandes projetos paralelos ao festival: ele assina a direção de arte da nova turnê da cantora Marisa Monte, “Verdade, Uma Ilusão”, para a qual desenvolveu uma concepção visual e tecnológica com múltiplas projeções; e todo o trabalho de vídeo da nova peça de Marco Nanini, com direção de Guel Arraes. Batman também é curador do projeto Happenings, que acontece na Casa França-Brasil e este ano ocorre no Centro Cultural Helio Oiticica, com manifestações experimentais de arte contemporânea.

Carioca, Batman graduou-se em Comunicação Visual e iniciou sua experiência profissional na MTV em 1992. Já no fim da década de 90, Batman foi convidado para fazer uma residência de Arte na “Fabrica”, Centro de Pesquisa de Comunicação da Benetton, coordenada pelo fotógrafo e diretor de criação Oliviero Toscani.

Desde então, Batman vem trabalhando em exposições, shows, peças de teatro e programas de broadcasting para canais como MTV, Multishow, GNT, SporTV, Futura e Discovery, entre outros. Já teve seu trabalho publicado e exposto em revistas, livros e mostras em importantes centros culturais no Rio de Janeiro – como CCBB, Museu Nacional Belas Artes, Paço Imperial e Oi Futuro –, e também em países como Itália, Alemanha, Japão, Costa Rica, Portugal, França, Suíça, China e Rússia. Através de sua empresa, 27 Mais 1 Comunicação Visual, dirige e colabora em eventos que envolvem a tecnologia como forma de comunicação, tais como: Coca Cola Vibe Zone, Sky Live Multimídia, desfiles de moda (SPFW e Fashion Rio), peças de teatro (Felipe Hirsch, Gerald Thomas, Christiane Jatahy e Guel Arraes), convenções de empresas (Oi, Coca Cola, Souza Cruz e Lancôme), entre outros. Em 2005, criou o Festival Multiplicidade, evento do qual também é curador, que chega a sua oitava edição agora em 2012 sempre pautado por espetáculos de arte digital e música avançada.

PROGRAMAÇÃO

Dias 24 e 25 de outubro

O Grivo é um coletivo mineiro que busca novos ambientes sonoros através de caminhos diferentes de orquestração e montagem. Para o Multiplicidade, o Grivo traz o espetáculo Máquina de Música. Esse trabalho é formado por 10 peças improvisadas que sempre trazem o diálogo entre os músicos e alguma das máquinas sonoras construídas pelo duo. Cada uma das peças lida com parâmetros musicais fundamentais: tempo, ritmo, timbre, estrutura formal, melodia, etc. São utilizados no concerto, além das máquinas sonoras, vários instrumentos acústicos e eletrônicos. Imagens do artista plástico e cineasta Cao Guimarães acompanham as improvisações. Quem fecha a noite do dia 25 de outubro é a DJ Mary Zander.

Dia 22 de novembro

No aniversário de 100 anos do nascimento do compositor americano John Cage, o PianOrquestra + Pedro Rebelo + Justin Yang trazem uma homenagem à influência de Cage nas bases da música mundial. O programa destaca o chamado piano preparado e as diferentes abordagens de música indeterminada, que são elementos musicais decididos na hora da execução – duas contribuições da mente de vanguarda de Cage. Na hora, obras de Cage serão integradas num programa que une o PianOrquestra a compositores do Sonic Arts Research Centre – SARC em uma criação de uma peça colaborativa exclusiva para o concerto. Esse resgate da obra de John Cage pelo PianOrquestra + Pedro Rebelo + Justin Yang no concerto-homenagem apresentará a bula de experimentações da música eletroacústica. Na apresentação, são dois pianos e sete músicos tocando simultaneamente.

Dia 29 de novembro

O espetáculo Marco Donnarumma + Miguel Ortiz + Anna Weisling  traz três artistas de vanguarda que utilizam o corpo humano (BIO MUSIC) para gerar música, sons e interferências visuais em uma pesquisa única e inovadora. Os três fazem parte do SARC (Sonic Arts Research Center), um laboratório multimídia localizado em Belfast e dirigido por Pedro Rebelo. O SARC é um espaço fundado pelo compositor alemão Karlheinz Stockhausen.

Dia 6 de dezembro

O encerramento do Multiplicidade, reunirá diversos artistas, com performances, sessões de cinema e palestras. Programação a confirmar.

SERVIÇO

 

Multi_02_2012 > Ryiochi Kurokawa – “Rheo”

Dia 27 de setembro (quinta-feira)

Local: Oi Futuro do Flamengo – Rua Dois de Dezembro, 63 (Rio de Janeiro)

Horário: 19h30 (1ª sessão) e 20h30 (2ª sessão) no teatro: Ryoichi Kurokawa

Das 21h às 23h: DJ Filipe Mustache (FORNO)

Entrada: R$20,00 (com meia-entrada)

Capacidade do local: 64 lugares

Censura: Livre

Curadoria: Batman Zavareze

info@multiplicidade.com

www.multiplicidade.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>