TecnoArteNews

Notícias sobre cultura e arte contemporânea

quinta-feira

17

novembro 2011

0

COMENTÁRIOS

Semana especial do Festival Multiplicidade ocorre entre 24 de novembro e 1º de dezembro

Escrito por , Postado em Eventos, Exibições, Exposições, Festival

festival multiplicidade calendario 01

No mês de novembro, o Festival Multiplicidade assume pela primeira vez em sete anos de existência a dinâmica de uma semana especial. Nesse formato inédito, vários artistas estarão envolvidos em diferentes formas de expressão, como cinema, performances, intervenção, instalação e exposição, em apresentações no Oi Futuro do Flamengo, Instituto Cervantes, Instituto dos Arquitetos do Brasil e na Praça dos Cavalinhos, na Tijuca.

Além dessas atividades, será realizada paralelamente uma programação de cinema no Oi Futuro Flamengo durante toda a semana. Serão abordados a história do Multiplicidade, seus artistas, parceiros e influências do festival em cinco programas divididos entre o Teatro Oi Futuro e o Cubo, estrutura montada no primeiro andar do centro cultural do Flamengo.

Na abertura (dia 24) o Oi Futuro apresenta no centro cultural do Flamengo a performance que dá início ao Projeto Cavalo, capitaneado pelos artistas plásticos Cadu e Eduardo Berliner, com participação de Paulo Vivacqua, Felipe Norkus, Rodrigo Miravalles, Audrin Santiago, Adriano Motta, Antônio João e Rodrigo Bleque. O coletivo de artistas atua em áreas como a pintura e escultura, passando pela música e a videoarte, e apresenta pela primeira vez o projeto, que une teatro, performance e projeções.

Em seguida (dia, 25), o Instituto Cervantes abre as portas para a exposição END, do artista espanhol Carlos Casas. Ao longo de 10 anos, Casas percorreu regiões inóspitas do globo terrestre  e produziu uma trilogia  sobre a solidão em lugares como a Patagônia, o Mar de Aral e a Sibéria. Estarão expostas 10 fotos  e uma videoinstalação. Na ocasião, será exibido o filme “Siberia – Hunters Since the Beginning of Time” (87 min/2010) e, na sequência, o diretor e o documentarista Bebeto Abrantes promovem bate-papo com o crítico de cinema Carlos Alberto Mattos.

No dia 26, no Institudo dos Arquitetos do Brasil, Carlos Casas se apresenta junto ao Chelpa Ferro, formado por Luiz Zerbini, Sergio Meckler e Barrão com uma instalação tríptica (3 telas) da sua obra END, com trilha sonora executada, ao vivo, pelo grupo experimental.

No domingo (dia 27), o Multiplicidade parte para a Praça Xavier de Brito, no bairro da Tijuca, Zona Norte da cidade para a continuidade do Projeto Cavalo. Conhecida como Praça dos Cavalinhos, o local se tornou conhecido por oferecer aluguel de charretes para passeios. Nesse dia, uma das charretes receberá sensores eletrônicos que captarão os movimentos musculares dos cavalos, e sua movimentação vai criar uma intervenção sonora a ser mesclada com o material produzido no dia 24. Quem estiver no passeio vai perceber o resultado.

Na terça-feira (dia 29) o evento retorna ao Oi Futuro do Flamengo com a apresentação Manifesto Futurista, do alemão Thomas Köner e da pianista sérvia Ivana Neimarevic. Reinterpretando o poema homônimo do italiano Filippo Marinetti, a dupla cria uma performance audiovisual onde contesta o futuro através das previsões do passado.
No dia 30, Köner retorna ao auditório do Oi Futuro do Flamengo com o também alemão Jürgen Reble, e apresenta a performance Matéria Obscura. Utilizando imagens em alta resolução de células, os artistas regem uma ópera sobre a matéria que existe no espaço e que não pode ser vista a olho nu.

Finalizando a semana, a quinta-feira dia 1º de dezembro é dedicada ao cineasta Glauber Rocha, em homenagem aos 30 anos de sua morte. Na ocasião, o escritor e jornalista Nelson Motta promove o livro Primavera do Dragão, sobre a juventude do cineasta, seguido de bate-papo e leitura de trechos da obra. Logo após, o coletivo A_Factory, liderado por Pedro Paulo Rocha, filho de Glauber, apresenta uma releitura da obra do director, Kynoramas Glauber Machine. A noite e a Semana Especial Multiplicidade terminam ao som do DJ Nado Leal, que comanda o coquetel de encerramento da sétima temporada do festival.

Confira os locais e horas das apresentações:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>