TecnoArteNews

Notícias sobre cultura e arte contemporânea

quinta-feira

16

maio 2013

0

COMENTÁRIOS

Sesi-SP realiza mostra de arte digital com artistas brasileiros e alemães

Escrito por , Postado em Eventos, Exibições, Exposições, Exposições em São Paulo

sesi sp brasil alemanha conectadas

sesi sp brasil alemanha conectadasQuem passar pela sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), na avenida Paulista, entre os dias 15 de maio e 9 de junho, poderá observar um total de quatro obras de artistas brasileiros e alemães.

É a mostra “Conexão Cultural — Mostra Brasil Alemanha”, uma realização do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) com apoio cultural do Goethe Institut.

Parte da celebração pelo ano “Alemanha + Brasil 2013-2014″, a iniciativa tem duas obras que permitem a interação do público com as imagens projetadas na Galeria de Arte Digital do Sesi-SP,  na fachada do edifício-sede da Fiesp (Avenida Paulista, 1313).

As obras interativas estarão disponíveis para o público das 20h às 22h e, para facilitar a interação, serão monitoradas por educadores do Sesi-SP. De 22h às 6h, as obras são visuais – sem possibilidade de interação com o espectador.

A mostra é livre para todos os públicos e tem curadoria de Marília Pasculli, da Verve Cultural/Brasil, e de Susa Pop, do Public Art Lab/Alemanha.

PROGRAMA

20:00 – 22:00:

Obras interativas
(a cada 20 minutos)
das 19h30 às 22h30 haverá monitores disponíveis

Shadows - SuperUber
Dancing in the Rain - Pfadfinderei & The Constitute

22:00 – 06:00:

Obras visuais
(vídeo loop)

All Ready Made - Mader/Stublic/Wiermann
Double-code - Rachel Rosalen
Shadows - Super Uber
Dancing in the Rain - Pfadfinderei & The Constitute

Obras digitais interativas
com monitores do SESI-SP

Shadows, 2010-2013
SuperUber (Brasil)

Totalmente interativa, a obra se cria de acordo com os movimentos corporais dos participantes do outro lado da Avenida Paulista. A pessoa se move e as imagens se formam e se expandem na rede de luzes do edifício-sede FIESP/SESI-SP. As imagens se assemelham as explosões de elementos gráficos multicoloridos como se fossem conexões neurológicas.

O SuperUber é um coletivo conduzido por Liana Brasil e Russ Rive. Habilidosos na criação de instalações artísticas interativas, mapeamento de vídeo e programas conceituais de novas mídias, como a curadoria da Bienal de Criatividade (CRIO), no Rio de Janeiro. Famosos pelo desenvolvimento de interfaces para o espaço lúdico do “Museu da Língua Portuguesa”.

Dancing in the Rain, 2013
Pfadfinderei & The Constitute (Alemanha)

Criada em Berlin, para São Paulo, a instalação lúdica traz uma tempestade de pixels com gotas de chuva na fachada do edifício-sede, revelando o contorno/silhueta das pessoas que passam pela Paulista. Serão disponibilizados ao público 10 guarda-chuvas brancos equipados com LEDs.

O artista The Constitute (do coletivo VR Urban) e o VJ Pfadfinderei, um dos principais artistas na cena cultural atual da Alemanha, juntaram-se na criação da obra interativa “Dancing in the Rain”.

Obras digitais visuais

Double-code, 2013
Rachel Rosalen (Brasil)

Projetada especialmente para a fachada do edifício-sede, a obra desconstrói a simetria do prédio, alterando a percepção de sua arquitetura modernista. O desenho da luz radicaliza a integração do dentro com o fora, mesclando-os em um terceiro território suspenso. Para este diálogo entre espaços, serão utilizadas referências de arquitetura e ícones de metrópoles como São Paulo, Berlim e outras cidades alemãs, na construção desta nova camada temporária sobre a fachada.

Artista multimídia e arquiteta, Rachel possui uma vasta produção de vídeo instalações, performances com live cinema e instalações interativas. Apresenta seus projetos no Brasil e no exterior, utilizando dispositivos eletrônicos para colocar em cena uma visão crítica em relação à sociedade numa reflexão sobre a vida e morte nas metrópoles contemporâneas.

All Ready Made, 2013
Mader/Stublic/Wiermann (Alemanha)

Referência ao famoso projeto do trio “Twist and Turns” na Unica Tower (2006, Viena), que apresentava a ideia de que “o edifício não serve simplesmente como uma tela ou letreiros para outdoors eletrônicos, mas torna-se parte integrante da paisagem urbana como imagem abstrata, modulando a sua forma arquitetônica”. Para a fachada da Galeria de Arte Digital SESI-SP, os artistas desenvolveram uma coreografia especial que usa fragmentos da arquitetura de Berlim e São Paulo, criando uma conexão poética intercultural sob uma nova perspectiva. A obra cria uma ilusão de ser líquida e maleável, mas, gradativamente, posiciona-se lentamente de volta para o estado sólido de modo que a construção em si parece tornar-se um ser vivo.

Mader/Stublic/Wiermann são artistas alemães reconhecidos mundialmente por sua arte multimídia voltada para enriquecer o espaço urbano através de poéticas visuais que brincam com os princípios da luz e sombra.

WORKSHOPS

Experiência imersiva: criação artística em fachadas multimídia
Ministrado por todos os artistas participantes e as curadoras do projeto

16 de maio | Quinta | das 18h às 22h
Carga horária: 4 horas
Local: Sala de ensaios do Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso
Vagas: 25 participantes
Requisito: domínio da língua inglesa

Cidades Informacionais e Media Facades
Ministrado pela artista Rachel Rosalen

3 e 4 de junho | segunda e terça | das 15h às 18h
Carga horária: 6 horas
Local: Espaço Mezanino do Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso
Vagas: 15 participantes
Requisito: conhecimentos básicos de informática, softwares gráficos como CS5, de edição de vídeo como Final Cut e Processing.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>