TecnoArteNews

Notícias sobre cultura e arte contemporânea

quarta-feira

19

setembro 2012

0

COMENTÁRIOS

Sexo no parque, uma experiência voyeurista

Escrito por , Postado em Bienal, Destacadas, Eventos, Exibições, Exposições

Na Bienal de Liverpool, inaugurada na última sexta-feria com o tema “The Unexpected Guest” (O hóspede inesperado), brilha literalmente na escuridão a obra do fotografo japonês Kohel Yoshiyuki.

Nos anos setenta Yoshiyuki produziu uma série de fotos titulada “O Parque”, na qual, com uma câmera de 35 mm e uma película infravermelha, registrava cenas de casais tendo encontros sexuais nos parques de Tóquio. As fotos estão longe de serem eróticas. Mais bem, as cenas documentadas pelo fotografo externam solidão, tristeza, desespero e violência.

Muitas vezes os casais hetero e homossexuais são observados por voyeurs que se escondiam na escuridão e entre os arbustos para olhá-las em ação. Às vezes, os observadores não conseguiam se conter e se somavam ao sexo. As de Yoshikui são, de alguma forma, as fotos de um voyeur mais. E o artista também coloca o espectador de suas próprias fotos inevitavelmente no lugar do voyeur furtivo.

Por isso acaba sendo uma descoberta a forma como foram apresentadas as fotos pela curadora da bienal, Sally Tant, na galeria Open Eye, um dos 27 espaços nos quais se exibem os trabalhos dos mais de 60 artistas participantes, entre eles, o argentino Jorge Macchi. As obras de Yoshiyuki foram colocadas em um espaço completamente escuro no qual o espectador ingressa com uma lanterna e deve buscar iluminar com ela as cenas sexuais nas paredes.

A instalação Open Eye evoca a exibição original da série “O Parque”, em 1979, na Galeria Komal, de Tóquio. Ali as cópias foram expostas em um espaço escuro, no qual o público entrava com tochas. A mostra gerou, naquele tempo, um intenso debate sobre a relação entre fotografia, voyeurismo e preservação. Este vídeo encontrado no YouTube, no qual vemos como alguém passa as páginas e observa as fotos do livro The Park, de Yoshiyuki, encaixa perfeitamente na bizarrice de seu trabalho.

* Texto “Sexo en el parque, una experiencia voyeurista”, publicado em Jaquealarte, em 19 de setembro de 2012. Tradução de Karina de Freitas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>