TecnoArteNews

Notícias sobre cultura e arte contemporânea

segunda-feira

8

agosto 2011

0

COMENTÁRIOS

A lição de Steve Jobs: três elementos para fazer um fracasso se tornar um sucesso

Escrito por , Postado em Notícias, Vídeos

steve jobs discurso universitários stanlei

“Decidir abandonar a universidade foi a decisão mais importante da minha vida”, contou Steve Jobs em um de seus discursos mais notáveis. Descubra quais são os elementos que o permitiram transformar um evento potencialmente negativo em um elemento positivo.

Muitas vezes são os maiores fracassos que abrem a porta para o sucesso. Não se trata da minha convicção, mas do ensinamento de Steve Jobs, o pai do iPhone, dos computadores Apple e do iPod. Em síntese, uma pessoa que entende de sucesso.

Em um célebre discurso na Universidade de Stanford, Jobs contou que ter decidido abandonar a universidade foi uma das decisões mais importantes e úteis de sua vida.

Uma escolha aparentemente errada como a de deixar a universidade foi, ao contrário, fundamental para a futura carreira de Jobs e pela evolução do computador pessoal como hoje o conhecemos. O que isso significa? Que para conseguir grandes resultados não precisa ir à universidade? Não diria isso. Não é este o segredo do sucesso do fundador da Apple.

São três os elementos que permitiram a Jobs transformar um evento evidentemente negativo em uma vantagem:

1. Confiança

Jobs não apenas a universidade, mas faz alguma coisa de diferente. Recuperemos as suas palavras. Ele diz: “decidi deixar tudo e ter confiança de que tudo andaria bem”.

É a certeza de que conseguiria ir adiante o que colocou Jobs em estado mental positivo que lhe possibilitou, em seguida, iniciar o seu ambicioso projeto de construir um modelo comercial de microcomputador e de levar adiante, positivamente, a própria ideia.

2. Capacidade de tomar decisões

Jobs recorda que o caminho escolhido não fez por ele mesmo, então muda imediatamente e começa a seguir o percurso que sente mais justo.

Se tivesse passado anos pelos corredores da universidade teria somente aumentado a sua própria frustração e não teria tido a possibilidade de fazer as experiências que o levaram onde sabemos.

3. Paixão

A coragem de deixar aquilo que gostava para cultivar a sua própria paixão levou Jobs a ter acesso a um ilimitado recurso de energia.

Como todos sabemos, quando fazemos algo de que gostamos, o tempo parece voar e o trabalho não parece pesado. Ao contrário se nos dedicamos a uma atividade que não nos estimula os ponteiros do relógio parecem não girar.

O discurso de Jobs lhe ensina a não esperar o amanhã, mas a dedicar, a partir de hoje, todas as energias no projeto que acredita e quer realizar. Com confiança, com determinação e com paixão. O que você está esperando?

* Texto de Gianluca Giansante, autor do blog italiano Linkiesta e colaborador do site TecnoArte News.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>