TecnoArteNews

Notícias sobre cultura e arte contemporânea

quinta-feira

5

julho 2012

0

COMENTÁRIOS

Declaração da Liberdade na Internet

Escrito por , Postado em Destacadas, Notícias

declaracao-liberdade-internet

A Electronic Frontier Foudation (EFF), juntamente com Mozilla e Reddit, para a luta pela liberdade na rede, redigiram uma Declaração da Liberdade na Internet (Declaración de la Libertad en Internet) que, em cinco pontos-chave, reclama uma internet livre.

Declaração da Liberdade na Internet

O documento é composto por cinco pontos que deveriam ser respeitados em sua totalidade.

  • Expressão: Não à censura na rede.
  • Abertura: Manter internet como uma rede aberta onde todo o mundo é livre de se conectar, se comunicar, escrever, ler, ver, falar, aprender, criar e inovar.
  • Acesso: Promover o acesso universal às redes rápidas e acessível.
  • Inovação: Proteger a liberdade de inovar e criar sem autorização. Não bloquear as novas tecnologias e não castigar a ação inovadora de seus usuários.
  • Privacidade: Proteger a privacidade e defender a capacidade de todos para controlar a forma em que nossos dados e dispositivos se utilizam.

O objetivo da EFF é claro: fazer com que milhões de usuários assinem a declaração e construam uma espécie de poder político para que todos os usuários tenham uma forma de fazer valer sua opinião e conformidade diante de certos assuntos que se legislam sem ter estado no pacote de projetos do representante no qual votamos. Aparentemente, a ideia não tem uma orientação política determinada. E qualquer um pode se unir ao proposto assinando a declaração digitalmente.

A Declaração da Liberdade na Internet termina com um convite aos usuários: “É hora de deixar de jogar na defensiva e começar a partir para o ataque”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>