TecnoArteNews

Notícias sobre cultura e arte contemporânea

segunda-feira

16

janeiro 2012

0

COMENTÁRIOS

Máquina de escrever cromática e o efeito plástico das palavras

Escrito por , Postado em Notícias

O pintor norte-americano Tyree Callahan atribuiu uma nova possibilidade artística para a máquina de escrever, supostamente objeto já considerado obsoleto. Ele inventou a máquina de escrever cromática, um objeto singular que une a pintura à letra. “Estou emocionado. A recepção a esta peça foi especial. Debates sobre a transformação da arte das palavras e das palavras na arte foram iniciados”, contou o artista em seu blog pessoal.

Na máquina de escrever cromática o artista substituiu a fita de tinta por uma fita especial de pinturad e cor e as teclas de letras com marcadores de cores. Ao ser teclado, as teclas preenchem o papel com tons diferentes de cores. O modelo escolhido por Callahan foi uma Underwood Standard, de 1937, que já trazia um estilo revolucionário em relação às demais máquinas: o texto era visível enquanto redigido.

Com a máquina Callahan cria nuvens de cores que formam bosques e imagens do céu azul. Além disso, também busca teclar textos relativos a sua própria arte, instigado pela curiosidade de ver o resultado plásticos das palavras que escreveu.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *